Leonardo Rezende se destaca como embaixador da culinária italiana no Rio de Janeiro

Descendente de calabreses, o empresário Leonardo Rezende está à frente de três festejados restaurantes com sotaque italiano

Em meio ao mar  de botecos tradicionais, às dezenas de hamburguerias gourmet, aos inúmeros bistrozinhos franco-brasileiros, às pencas de tascas portuguesas e aos incontáveis empórios de comidas naturebas que compõem a paisagem gastronômica do Rio de Janeiro, o restaurateur Leonardo Rezende se destaca como embaixador da culinária italiana na Cidade Maravilhosa.

Neto de calabreses, ele comanda o grupo 14Zero3, com sete restaurantes, incluindo três especializados em receitas da Velha Bota. O mais “velho” é a Pici Trattoria, aberta em 2016, em Ipanema, com salão adornado por fotos de lendas do jazz e cardápio focado em clássicos como o pappardelle com ragu de cogumelos porcini e uma apetitosa porchetta servida com batatas assadas e salada de funcho.

Depois, em 2017, foi a vez do Luce Cocina & Pizza, no São Conrado Fashion Mall, com uma proposta de culinária Italiana com sotaque nova-iorquino. No menu, pizzas com massa de fermentação natural, ótimas carnes (como o irresistível polpetone de Wagyu recheado de mozzarella de búfala e acompanhado de spaghetti al burro & salvia) e massas frescas, como os raviólis de vitela com fonduta de Grana Padano.

Para completar a trinca de ristorantes, foi inaugurado agora em abril o Posì, também em Ipanema, com uma agradável varanda e um cardápio que remetem à Costa Amalfitana – daí o nome, que faz referência à charmosa cidade de Positano. Um dos destaques dessa nova casa é seu mozza bar, com mozzarellas de búfala servidas em três versões: burrata, bufalina e stracciatella.

“A comida italiana é a mais apreciada no mundo todo, e aqui no Brasil não é diferente. Apesar da comunidade de imigrantes e descendentes não ser tão numerosa aqui no Rio, todo carioca adora uma boa massa, um risoto quentinho, uma pizza caprichada e um tiramisù leve e saboroso. Quando pensamos em abrir novos restaurantes, minhas decisões não são puramente mercadológicas, elas também são influenciadas pela minha experiência e pelo meu gosto pessoal. Sou completamente apaixonado pela Itália – só no ano passado viajei três vezes para lá. Nas noites de Natal da minha família, o prato principal nunca era peru, bacalhau ou pernil, era aquela travessa enorme de macarrão com porpetas”, relembra.

Spaghetti à carbonara com nacos de polvo e tiramisù, do restaurante Posì

Dentro de casa, Leonardo aprendeu a cozinhar com o seu pai, que era descendente de pernambucanos, mas dizia ter assimilado muitos macetes culinários quando namorou uma condessa italiana. “Me lembro muito dele cozinhando macarrão aos domingos. Foi com ele que adquiri o gosto pelos prazeres da mesa. Não me considero um grande cozinheiro, mas não tenho nenhum receio de dizer que o meu molho de tomate é simplesmente incrível”, afirma, sem modéstia.

Antes de abrir o Pici, Leonardo tentou fazer carreira como cantor, depois trabalhou como promoter em uma boate em Ipanema e, em seguida, prestou consultoria para o Bistrô do Livro, do empresário Gustavo Gill. Quando esse bistrô fechou, Leo tornou-se sócio de Gustavo (seu parceiro até hoje no comando do grupo 14Zero3) e, juntos, eles abriram em 2003 um bar que acabou virando uma rede com 16 unidades espalhadas pelo Rio, o Botequim Informal.

Mas essa onda de botequins modernos passou e o negócio foi perdendo sua atratividade e seu movimento, até que em 2017 a última filial da rede, no Leblon, encerrou suas atividades e deu lugar ao Heat Firehouse, mais um empreendimento do grupo 14Zero3.

Quanto à carreira de cantor, Leo conta que isso também ficou no passado. Com sua banda, ele já se apresentou para público de milhares de pessoas em um festival em Itaipava, mas hoje a cantoria é apenas um hobby. Especializado em baladas românticas, Leonardo só mostra seus dotes vocais em aniversários e celebrações entre familiares e amigos. “Essa fase artística foi um período muito legal da minha vida, mas já terminou. Hoje, com 42 anos, digo sem hesitação que sou muito mais feliz vendendo carbonara do que fui cantando”, ri.

A propósito, o macarrão à carbonara é o grande best-seller em dois dos três restaurantes italianos do grupo 14Zero3. “No Pici, o carbonara clássico é o carro-chefe, e no Posì, ainda que a casa tenha um histórico curto, já deu para perceber que o nosso spaghetti à carbonara, incrementado com nacos de polvo, é o prato mais requisitado pela clientela”, afirma Leonardo.

Para desenvolver o conceito dos restaurantes do grupo 14Zero3, o empresário faz extensas pesquisas não só pela Itália, mas também por cidades como Londres e Nova York, onde a gastronomia italiana é venerada. Em alguns desses tours pela Europa e pelos Estados Unidos, Leonardo conta com a companhia de Elia Schramm, chef executivo do grupo 14zero3.

Filetto do Pici Trattoria

É possível notar no Pici, no Luce e no Posì muitos detalhes inspirados em elementos também vistos nos salões e no cardápio dos nova-iorquinos Carbone (no Village) e Marea (no Columbus Circle), considerados duas referências quando o assunto é comida italiana de qualidade.

Para aprimorar o atendimento em seus estabelecimentos, Leo também foi à Tailândia – país conhecido por sua excelência em hospitalidade. “Só para você ter uma ideia do preciosismo e da delicadeza do staff do hotel em que que me hospedei lá, quando fiz o check in, vi que estava instalado na suíte 1403 do hotel. Achei o máximo esse mimo de me acomodarem num quarto com o número que é o nome da minha empresa e é também a data do meu aniversário.

Eles estudaram os meus gostos e, sem me perturbarem em nenhum instante, me cobriram de cortesias e lembrancinhas, e me surpreendiam a todo momento. Ao longo da viagem, a cada gesto eu ficava mais impressionado. Aprendi muito. Agora vem a parte mais dura, que é disseminar alguns desses ensinamentos entre as equipes dos nossos restaurantes aqui no Brasil”, afirma.

Todos esses esforços para aperfeiçoar e melhorar seus empreendimentos coincidem com outro movimento, de expansão. No primeiro semestre de 2020, Leonardo vai iniciar as operações do grupo 14Zero3, em São Paulo, com a abertura de um restaurante de comida mediterrânea nos Jardins. “Infelizmente ainda não podemos divulgar muitas informações sobre esse novo passo que estamos nos preparando para dar. São Paulo merece uma grande surpresa. Aguardem, estamos chegando!”

654
VISUALIZAÇÕES