29HORAS em casa: Aniversário no isolamento?

Brinde seu aniversário na quarentena!

Brinde seu aniversário na quarentena!

Nunca liguei para aniversário. Festa, acho que só tive uma. E surpresa. Quando fiz 30. Agora, em meio a essa pandemia e com todo mundo isolado, me deu vontade de comemorar. Mesmo sem beijos e abraços.

Minha filha acorda e já vou logo falando. Quero comemorar meu aniversário hoje. Mané (é assim que ela me chama, Mané), você é mesmo do contra. Nunca gostou de festa no seu aniversário. Sempre é um bolinho para a família e os mais chegados. E só. Agora, com todo mundo em quarentena, você quer fazer uma festa? Fala sério!

Vamos organizar. Aperitivo. Essa é fácil. Ligo na padaria da dona Inha e peço copa, presunto cru, alicela, sardela e pão italiano.

Almoço. Lasagna da Vónita. O que acha? Tá. Mas quem vai fazer? Sua mãe. Falo que ela aprendeu direitinho a receita da Vónita e que a dela é muito melhor. Você vai mentir? Vou.

Bebidas. Vinho, caipirinha e open bar de Stella e Bud. Tudo isso? Como tudo isso? Somos sua mãe, você e eu.  Vai dizer que você vai querer música também, Mané? Claro. Vou pedir para a Ivete cantar para mim na varanda. Pai (ela me chama de pai quando está brava), nós não somos vizinhos da Ivete. Então coloca um vinil dela na vitrola e vamos levantar poeira!

Acho que no almoço não precisa de sobremesa. Fica para noite. Com bolo e parabéns. Mas pai (ainda está brava) você odeia cantar parabéns! Sim, mas hoje quero um monte de gente cantando comigo. Ah é. Como? Cada um na sua casa aos gritos? Dá para fazer live no Facebook? Você não tem Facebook! Live no Instagram? Você também não tem. Esquece. Cantamos nós três. Mas quero bolo e velinha. Quem vai fazer o bolo? Já ouviu falar de uma palavrinha que está super na moda? De-li-ve-ry. Liga na Sodiê e pede aquele que você gosta, com chocolate branco, leite ninho etc.

E por falar em delivery, vamos pensar no jantar. Mané, se a gente vai comer a lasagna que a mãe vai fazer, não pode ser massa de novo. Verdade. Que tal um risoto? Vou ligar para o Pipo Percussi, da Vinheria, e ver se ele entrega um aqui em casa. Mané, hoje é segunda. Será que está aberto? Verdade. Sem chance. Todos restaurantes fechados por causa do coronavírus. Só funcionam as entregas. Mas quem vai pedir um risoto em uma segunda à noite? Eu.

Já sei. Vou ligar para o Jardim de Napoli e pedir dois polpettoni. Pronto.  Resolvido. E para beber? Pai…..Temos que comemorar, filha. Cameriere, champanhe!

616
VISUALIZAÇÕES