Bom de copo: A tequila vai muito além da balada

Conhecida por sua face notívaga, brilhando no cenário de festas e baladas mundo afora, a tequila vem sendo valorizada por outras características, o que tem provocado uma grande mudança nesse mercado. Em vez da bebida fácil e barata, engolida em shots, fortalece-se agora a de alta qualidade, degustada, harmonizada e apreciada em diferentes circunstâncias.

A tequila é feita a partir da destilação do agave azul, uma planta que nasce nas montanhas do Estado de Jalisco, no México. Como acontece com o champagne, que só pode ser assim chamado caso seja produzido na região de Champagne, na França, a bebida é uma denominação de origem controlada: ela só é realmente tequila se foi produzida nas regiões mexicanas que plantam agave. Mais precisamente nos estados de Michoacán, Nayarit, Guanajuato, Tamaulipas e Jalisco, territórios de solo vulcânico, ideais para o cultivo dessa planta interessantíssima, frequentemente confundida com um cacto.

Drink com tequila

Margarita com morango. Foto: Divulgação

O agave demora oito anos para ser colhido e 44 minutos para ser cortado e encaminhado com agilidade para a destilação. Na produção da bebida utiliza-se apenas o miolo, chamado de pinha. Após a colheita, a pinha é levada até a sede da Tradicional Hacienda de Tequila, permanecendo 72 horas em aquecimento. Depois é triturada e levada para os tanques de fermentação. A tequila pode ser 100% de puro agave ou ter uma parte cortada por álcoois neutros.

Bebida-símbolo do México, já era consumida na região central do país antes da chegada dos europeus, e era então conhecida como pulque, bebida fermentada e produzida a partir da seiva do agave americano. Quando os conquistadores espanhóis esgotaram seus estoques de conhaque, passaram a destilar o agave, criando, assim, uma das primeiras bebidas destiladas da América. A tequila foi produzida pela primeira vez no século XVI, perto da atual cidade de Tequila, a qual só viria a ser fundada oficialmente em 1666.

Entre as marcas premium, destaca-se a Patrón, fundada em 1989 por John Paul DeJoria e Martin Crowley, e produzida artesanalmente até hoje. A Patrón Silver é perfeita para coquetéis, principalmente os de frutas. Tem aromas sutis do agave azul, notas frutadas e levemente cítricas, lembrando abacaxi, com final agradável e picante.

Como degustar

Ela deve ser consumida pura, com gelo ou em coquetéis como o Tequila Sunrise e a famosa Margarita, em suas diversas variações. É uma bebida tão versátil quanto a vodca, mas que agrega o seu sabor marcante na mixologia. Que tal uma Tequila Tonic ou uma caipirinha de tequila? Em geral, a bebida é apresentada em três formas: a Tequila Silver, a Reposado, que como o nome sugere “repousa” por alguns meses em barris de carvalho, e a Tequila Añejo, envelhecida em barris de carvalho.

173
VISUALIZAÇÕES