Bon Vivant: o lado B dos “Jardins”

Vieiras no bouillon de gengibre do Tonton

Desde sempre a denominação “Jardins” significou “in”, “chique” e, principalmente, sinônimo de endereço sofisticado. Tipo aquele bairro onde estão as lojas e restaurantes mais bacanas e onde tudo é “desejo”. É ali que ficam ruas do tipo Oscar Freire e Haddock Lobo, onde é gostoso ver e ser visto…

Até hoje o perímetro entre a Alameda Tietê, a rua Peixoto Gomide, a rua Estados Unidos e a rua Melo Alves é endereço obrigatório para flagstores, que nunca dividiu a glória com nenhum outro bairro. No máximo avançou um quarteirão, por exemplo, até a Alameda Casa Branca. Até agora… Mas as coisas estão mudando. A gastronomia, a nobreza e o charme do programa preferido do paulistano atravessaram a avenida Nove de Julho e invadiram o lado até então calmo e tranquilo do Jardim Paulista.

É entre a rua Pamplona e a Avenida Brigadeiro Luiz Antônio que bistrôs e novidades gastronômicas estão fincando bandeira desde o ano passado. Se até então esse lado mais residencial dos Jardins já abrigava alguns clássicos como a pizzaria Camelo, o árabe Miski, a Lellis Trattoria e o lendário italiano Tatini, recentemente alguns novos restaurantes charmosos e com personalidade vieram reforçar esse bairro tão agradável de se explorar a pé, seja de dia ou de noite.

É o caso do francês Tonton e de seu primo italiano Tontoni, os dois tocados pelo competente e já premiado Gustavo Rozzino. O mesmo acontece com o cool and clean Mimo e com o mais que japonês (até o cardápio é em japonês) Quito Quito. Bem no meio desse novo circuito está a Alameda Campinas, que começou com o concorridíssimo Insalata (agora são duas unidades no mesmo quarteirão) e reúne algumas bandeiras de sucesso como a pizza Bráz Elettrica e a gelateria Bacio di Latte em um mosaico de sushis, cevicherias e outras propostas culinárias exóticas.

Eu recomendo sair flanando por esse bairro e se aventurar na porta que lhe parecer mais simpática, mas se quiser aproveitar a viagem para fazer qualquer tipo de compras (de supermercado a cosméticos), também vale passar no Shopping Pamplona (onde era o famoso supermercado Eldorado), com direito a muitas outras opções de restaurantes no seu rooftop…

Realmente esses poucos quarteirões do lado de cá dos Jardins se tornaram uma opção agradável para um jantar charmoso ou para um almoço executivo. Aliás, até para um café (da manhã ou não), já que bem na Alameda Campinas, quase esquina com a Estados Unidos, também está a concorrida Padaria da Esquina, do renomado chef português Victor Sobral.

Bon appétit!

314
VISUALIZAÇÕES