Bon Vivant: Alimentação saudável na primavera

Vieiras com ovas do Imakay

Está chegando a estação mais leve e mais sutil do ano. Para mim é a mais bonita e a mais inspiradora. A luz do sol e as cores das plantas nos fazem sorrir. A gente se sente bem, feliz e disposto. A primavera tem um ar de saúde…

É a época perfeita para tomar decisões relativas ao nosso bem-estar. O fato é que grande parte das pessoas que apreciam uma boa mesa vive inventando dificuldades para mudar de hábitos, como se para isso tivesse que abrir mão do prazer. Seja para pegar mais leve no estresse do dia a dia e na alimentação ou até mesmo para fazer alguma atividade física.

Mas uma coisa é certa: essa mudança começa por uma alimentação mais saudável. E São Paulo oferece tantas opções que não é sacrifício nenhum adotar uma alimentação mais leve ou até mesmo vegetariana ou vegana.

Mesmo quem procura casas estritamente veganas (com zero proteína animal) encontra opções cada vez mais sedutoras. Poucos meses atrás, o festejado carioca Teva desembarcou por aqui, no bairro de Pinheiros. Os pratos são tão ricos em ingredientes e sabores que você nem se lembra que a casa é vegana… é de dar água na boca. Que tal uma lasanha de ricota de tofu, tomate seco com espinafre sauté e mussarela de castanha de caju? Aliás, o saudável está tão em alta que grande parte das melhores casas de São Paulo já incorporou pratos vegetarianos e veganos no cardápio.

Tofu orgânico agridoce e polenta do restaurante Nou

No badalado baixo Pinheiros, o contemporâneo Nou acabou de incluir cinco opções veganas, uma mais interessante que a outra, como o tofu orgânico agridoce e o tartar de cenoura.

E a verdade mesmo é que tem comida leve e saudável para todos os gostos. Em uma levada parecida com a culinária japonesa, uma das febres atuais é o poke, prato típico do Havaí que mistura cubos de peixe fresco com arroz estilo gohan, molho de soja, castanhas e até frutas. São Paulo já conta com mais de trinta endereços dessa iguaria light.

Na mesma linha do mar e saudável, está começando a virar febre a comida peruana, que entrou no circuito com o ceviche e vem ganhando sofisticação. No recém-aberto Imakay, por exemplo, as vieiras canadenses são levemente grelhadas e regadas com molho de mel e azeite em cima de crocante de quinoa. O que não falta ali são composições de peixe, ovas e algas. Ou seja, não existe a desculpa de falta de opções apetitosas. E não vamos esquecer que essa leveza toda traz ainda mais disposição para outras práticas saudáveis, né?

Resumindo, pouco importa a religião culinária de cada um. O verão chegará em três meses e já sabemos que as temperaturas irão bater recordes. Vamos chegar lá mais leves, dispostos e, principalmente, bem humorados?

Até!

412
VISUALIZAÇÕES