Entre TVs, carros e inovações com o 5G, CES 2020 apresenta diversas novidades

Maior feira de tecnologia para consumo, a CES 2020 aconteceu em Las Vegas, na semana passada. Em sua terceira edição, o evento recebeu mais de 150 mil visitantes, que puderam acompanhar as novidades de quase 5 mil expositores espalhados entre dois sites no Las Vegas Convention Center e seis super hotéis na cidade.

Feira aconteceu de 7 a 10 de janeiro. Foto: Gastão Mattos / Reprodução

Neste ano, as principais novidades da feira giraram em torno da inteligência artifical, da velocidade dos celulares 5G, de aparelhos dobráveis, da tecnologia de vigilância, dos audiovisuais em resolução 8K e da robótica. Diferentes aplicações inovadoras foram exibidas, como aspiradores de pó robô, cadeiras de relaxamento personalizadas, tratores comandados eletronicamente, drones de todos os tipos e realidade virtual em múltiplos dispositivos para games.

Grandes destaque da CES, as TVs com resolução em 8K chamaram a atenção do público. A tecnologia equivale a 16 vezes a qualidade do Full HD ou 4 vezes uma tela 4k. No setor, a LG, com sua TV enrolável de 65 polegadas, e a Samsung, com o “The Wall” – uma TV modular imensa – impressionaram o público.

A empresa sul-coreana, inclusive, foi a responsável pela abertura do evento. O CEO da transnacional, Hyun-Suk Kim, subiu aos palcos para apresentar a proposta da Samsung pela integração de tecnologias com o dia a dia das pessoas. Um dos pilares desta integração, são as aplicações para o lar, o Smart Home (ou Intelligent Home, como definiu), focando em home appliances como a geladeira conectada, que informa o que está sendo refrigerado, podendo sugerir receitas com ingredientes ali contidos, ou mesmo comandar via internet a reposição de algum item.

Ballie foi anunciado na CES 2020

Hyun-Suk Kim, CEO da Samsung, apresenta o Ballie. Foto: DivulgaçãoCES

O grande destaque, contudo, foi o lançamento da plataforma de reconhecimento de voz e inteligência artificial, batizada de Ballie – uma evolução das assistentes virtuais como Alexa da Amazon, ou Siri da Apple. Ao invés de usar uma caixa estática como o Amazon Echo, Ballie pode se movimentar, em corpo cilíndrico que lembra o robô BB-8 do Star Wars. No entanto, não há ainda uma data certa para quando ele chega às lojas.

Outro CEO que subiu aos palcos, foi Ed Bastian, da Delta Airlines. Em sua apresentação, Bastian anunciou a integração do app Delta com a Lyft. Através deste novo serviço, clientes da companhia serão alertados pelo app do momento ideal para se dirigirem ao aeroporto, considerando horário de embarque e condições de trânsito, além de oferecer o transporte via serviço da Lyft – o pagamento poderá ser feito com os pontos de milhagem. Destaque também para o lançamento de um novo serviço em teste no Aeroporto de Detroit, chamado de Parallel Reality, no qual será possível personalizar informações de um voo específico por passageiro. Com ele, por meio do app da empresa, o painel identifica por aproximação o interesse de um determinado passageiro, mostrando apenas a informação que lhe é relevante.

Na área de streaming, o lançamento do Quibi (Quick Bites) foi um dos destaques da CES. A plataforma foi anunciada pelo fundador da marca, Jeffrey Katzenberg (DreamWorks), e a CEO Meg Whitman (ex-e-Bay). A ideia é desenvolver conteúdo para o formato mobile em “bites” ou em pequenos capítulos para que o usuário possa acessá-lo no dia a dia (no metrô, caminhando, esperando por um compromisso etc).

Quibi, chega para competir com o streaming em celulares. Foto: Gastão Mattos / Reprodução

Grandes talentos de Hollywood, como o diretor Steven Spielberg, produzirão os primeiros conteúdos. O lançamento está previsto para abril deste ano e o serviço será monetizado de duas formas: venda de anúncios (já com US$ 150 milhões vendidos para cotistas fundadores no primeiro ano), e assinatura para usuários, iniciando por US$ 4,99 / mês.

Uma das principais pautas da CES 2020 também, foi a “Smart Cities”, que buscou mostrar as tendências e inovações para melhoria da qualidade de vida urbana. Uma tendência já clara é o uso de conectividade de carros, transportes públicos e pessoas para um gerenciamento em tempo real, usando Inteligência Artificial, para melhoria de tráfego e segurança. Uma premissa importante para esta aplicação é a adoção do 5G como padrão para internet móvel, o que ainda está distante da realidade. Enquanto nos EUA já esta disponível em alguns centros urbanos, no Brasil ainda há um indefinição de qual será o padrão utilizado para a tecnologia.

Segundo especialistas, apenas com este tipo de conexão móvel (5G) pode-se assumir o padrão mínimo de confiabilidade de troca de dados, que o atual 4G não permite. Com o 5G, dois problemas seriam abordados: a velocidade de conexão e a latência na transmissão de dados, comum no 4G. A tecnologia, por exemplo, é necessária para o uso pleno dos carros auto dirigidos, já que a conexão entre eles permite a troca de informações para evitar colisões, entre outras funcionalidades.

Carro Avatar da Mercedes; lançamento do modelo ainda não foi confirmado. Foto: Divulgação

Além do setor tecnológico, as principais montadoras também estiveram presentes no evento, com modelos atuais e protótipos para o futuro. A Mercedes foi uma das que mais chamou a atenção divulgando o Vision AVTR – seu carro “Avatar”. A empresa até trouxe James Cameron, diretor do filme, para o evento. O carro tem motores iguais na frente e atrás, podendo se locomover da mesma forma para frente ou para trás, entre outras inovações.

Thinkpad X1 Fold é o notebook com tela dobrável da Lenovo. Foto: Divulgação

Já entre as novidades das “telas dobráveis”, um dos destaques foi o notebook da Lenovo, o primeiro com a tecnologia. Com tela OLED e Windows Pro, ele chega aos EUA em meados deste ano por US$ 2.500.

Para conferir mais inovações anunciadas na CES 2020, acesse o site do evento.

349
VISUALIZAÇÕES