Saiba a diferença entre os tipos de cursos de pós-graduação e veja como cada um pode ajudar na sua carreira

Com um número cada vez maior de pessoas concluindo o ensino superior no país, o diploma de graduação não tem mais o mesmo peso de vinte anos atrás. MBA, mestrado, doutorado, especialização são algumas das opções para quem quer um plus na formação. Mas qual a diferença entre eles? Mais importante: qual é a pós-graduação certa para você?

No Brasil, os cursos de pós são divididos em dois tipos: “lato sensu”, que inclui o MBA e os cursos de especialização nesse nível; e “stricto sensu”, composto por mestrado, doutorado, pós-doutorado e livre-docência. Os cursos lato sensu costumam ter uma duração menor e, diferentemente dos stricto sensu, não precisam de autorização prévia do Ministério da Educação para serem criados. Os dois tipos de pós-graduação só podem ser realizados por quem já tem diploma de ensino superior, seja ele bacharel, licenciatura ou tecnólogo.

Como melhorar sua formação? Foto: Getty Images

Cursos de especialização

Como o próprio nome indica, são menos generalistas do que a graduação e voltados para quem quer aperfeiçoar seus conhecimentos em uma área específica. O ministério estipula que a carga horária mínima para cursos lato sensu deve ser de 360 horas e que eles só podem ser ofertados por instituições de ensino superior credenciadas.

MBA

A sigla MBA significa Master in Business and Administration (mestre em negócios e administração). Esses cursos costumam ser focados nessas áreas, mas como as instituições têm liberdade para formular os conteúdos, é possível ver também MBAs em áreas como comunicação e ecologia. Segundo o portal do MEC, o MBA, na prática, também é um curso de especialização em nível de pós-graduação na área de administração.

De uma forma geral, o público-alvo desse tipo de pós-graduação são profissionais que querem se tornar gestores e líderes. Diferente do mestrado, que exige uma dedicação de tempo maior, a grade do MBA é pensada para ser compatível com a jornada de trabalho do aluno. Por esse motivo, há muitas oportunidades de networking durante o MBA e o ambiente oferece uma troca rica de experiências entre professores e alunos.

Mestrado

É o primeiro nível de pós-graduação no stricto sensu. O processo seletivo é mais rigoroso do que o do MBA, com carga horária também maior. O nível de exigência, portanto, torna-se mais alto – tanto, que muitos precisam dar uma pausa na carreira para se dedicar ao curso. Além de uma formação mais profunda, ele possibilita que os graduados deem aula em universidades e tenham respaldo para promover pesquisas.

Doutorado

Quem objetiva a carreira acadêmica não pode parar no mestrado. O doutorado é uma exigência cada vez maior para futuros docentes e pesquisadores das principais instituições de ensino do país. O título confere ao profissional o maior status de referência na área (fora o pós-doutorado e a livre-docência que, normalmente, só são atribuídos a pesquisadores e professores universitários com carreira voltada para o meio acadêmico).

O impacto da qualificação

Mas, afinal, qual a diferença que uma pós-graduação faz na remuneração? Em 2018, a Catho Educação realizou uma pesquisa (confira o quadro abaixo) com a média salarial de profissionais de diferentes níveis hierárquicos, comparando a diferença que uma pós faz na renda média de cada profissão. O estudo coletou dados de mais de 2 milhões de profissionais, em 25 mil empresas de 4.063 cidades do país. Há funções, como analista de marketing, em que um mestrado ou doutorado pode mais do que dobrar o salário. Para coordenadores, diretores, gerentes e engenheiros, a tendência é que um MBA ou uma especialização aumente em quase 50% a remuneração. Ou seja, é um investimento que vale a pena.

O leque das instituições

Universidades públicas

Muita gente não sabe, mas a grande maioria dispõe de ótimos programas gratuitos de mestrado e doutorado em diversas áreas. O processo seletivo tende a ser rigoroso e qualquer pessoa que tenha concluído a graduação em uma instituição reconhecida pelo MEC pode se candidatar. Já os cursos de especialização podem ser pagos.

FGV

Apresenta uma rica variedade de mestrados, doutorados, MBAs e cursos de especialização presenciais e online. Entre eles, comércio exterior e negócios Internacionais, business analytics e big data, private equity venture capital e investimentos em startups, meio ambiente e sustentabilidade, e relações governamentais.

Insper

São quatro opções de MBA, além de especializações para profissionais no início da carreira e para quem tem mais tempo de atuação. O diferencial é a programação para a área jurídica, além de mestrados e doutorados de economia, administração e políticas públicas. As aulas do doutorado são ministradas em inglês.

ESPM

Com unidades no Rio e em São Paulo, se destaca pela ênfase que dá à comunicação, à inovação e aos conteúdos digitais. Conta também com especializações em gestão de negócios financeiros, gestão de economia criativa e gameficação aplicada às plataformas digitais.

Mackenzie

Oferece mestrado, doutorado e cursos de especialização voltados para a gestão de pessoas, projetos, marketing e estratégias digitais. Direito da moda, neurociência e psicologia aplicada, design transcultural e big data analytics são alguns dos temas abordados.

296
VISUALIZAÇÕES