Disco do Aldir Blanc e Maurício Tapajós vira seriado

O emblemático LP duplo que leva os nomes de “Aldir Blanc e Maurício Tapajós“, lançado em 1984, ganha inédita adaptação visual para série de ficção. Criada e dirigida por Frederico Cardoso com os atores Guida Vianna e Lionel Fischer no elenco, “Imagem Vinil” personifica crônicas bairristas extraídas das 20 composições autorais do disco. A série será exibido em rede nacional a partir de 4 de junho, às 21h, na Prime Box Brazil. O teaser da obra traz depoimento exclusivo do Aldir sobre bastidores de criação do álbum.
Disco "Aldyr Blanc e Maurício Tapajós"

Disco “Aldir Blanc e Maurício Tapajós”

A narrativa cômica dramática capta galeria de situações que desvendam a Tjiuca, na zona norte do Rio de Janeiro. “Um bairro intenso, frequentado por juventude frenética e morada de idosos conservadores, que não fogem de comemorações e de botecos”, contextualiza Cardoso, nascido e residente do local há 48 anos. Embora amparado pela licença dramática, o roteiro de onze episódios independentes não distorce a criação dos letristas. “Há, no entanto, interpretações minhas e dos atores, haja vista que a riqueza de detalhes das composições dá margem a diferentes compreensões”, ressalva Frederico.

Maurício (interpretado por Roberto Rodrigues) conota o sentimentalismo das faixas “Perder um Amigo” e “O Bonde” no episódio inicial, “Saudades”. O advogado com escritório na famosa Praça Saenz Peña não quer sair do seu bairro de origem para viver com Fátima (Clarisse Zarvos). Envolvido por lembranças do seu falecido avô, embarca em uma viagem imaginária pela Tijuca Antiga. Vai ao “cinema” (onde atualmente é uma farmácia e igreja) e passeia de “bonde” (percurso do táxi). Ele chega a desmarcar clientes e de nada adianta o seu irmão e sua noiva quererem o tirar dessa paranoia.

Atores Roberto Rodrigues e Clarisse Zarvos no episódio "Saudades", de "Imagem Vinil"

Atores Roberto Rodrigues e Clarisse Zarvos no episódio “Saudades”, de “Imagem Vinil”

O realismo estético norteou a fotografia da obra, dirigida por Cristiano Moraes. Captação de luz natural nas cenas e filmagens externas sem interferências na rotina local foram alguns recursos utilizados. O Bar da Dona Maria, boteco na Rua Garibaldi onde Aldir e Maurício se reuniram com parceiros para compor foi um dos cenários escolhidos, que se junta ao Estádio do Maracanã, ruas e comércios. O elenco principal também é formado pelos atores Marcello Melo, Maria Clara Guim, Christian Santos, Anderson Quack, Flávio Bauraqui e Arlindo Paixão (Mongol)A faixa “Querelas do Brasil” é o tema da trilha sonora de abertura dos episódios, que trazem animações de Leandro Ferra.

“Imagem Vinil” é produzida por Cinema Petisco, Cidadela e Pé de Moleque Filmes. “Ouvia o disco na adolescência por causa do meu pai, na década de 80, e isso me deu vivência musical. Escutando-o repetidas vezes, entendi as letras pelo pensamento visual.  Quando decidi filmá-lo, o desafio foi transpor não só as faixas, mas poesias e pinturas do LP, que parece um livro. Vejo nitidamente nos episódios a realidade paralela e atemporal que Aldir e Maurício criaram”, esclarece Frederico Cardoso sobre a idealização do projeto.

O compositor Aldir Blanc, conhecido também por músicas como “O Bêbado e a Equilibrista”, eternizada na voz de Elis Regina, morreu em 4 de maio deste ano no Hospital Universitário Pedro Ernesto, no Rio de Janeiro, após luta contra o coronavírus. Ele tinha 73 anos.

498
VISUALIZAÇÕES