Empresa Greenk busca conscientizar a sociedade do descarte correto do e-lixo

“Lixeiras eletrônicas” estão dispostas por volta da cidade de São Paulo

O movimento Greenk busca conscientizar a sociedade sobre a importância do descarte correto do lixo eletrônico. O projeto nasceu no final de 2016 para transformar o e-lixo das chamadas linhas verde e marrom: computadores, smartphones, tablets, fios, baterias, carregadores, monitores, aparelhos de TV e rádio, entre outros. O nome dá uma pista de sua missão. Greenk é a junção das palavras “Geek” (apaixonado por tecnologia) e “Green” (verde e meio ambiente).

O foco, segundo Fernando Perfeito, à frente do movimento, é o público jovem, atraído com eventos com muita música, tecnologia, games, youtubers etc. Neste ano, no Festival Greenk Tech Show, foram coletadas 86 toneladas de e-lixo. O Greenk conta também com quinze pontos públicos de coleta de lixo eletrônico em São Paulo, que já arrecadaram 6.134 kg.

“Precisamos mudar a realidade do descarte de eletrônicos no país. Segundo dados da ONU, o Brasil é o sétimo maior produtor de e-lixo do mundo e segundo nas Américas, com 1,5 milhão de toneladas/ano. Deste montante, apenas 3% são descartados corretamente”, explica Fernando.

100% pós consumo

Embalagens para a marca Positiva, apenas com materiais reutilizáveis

O meio ambiente não pode ser um depósito de lixo. Aliás, dentro do contexto da economia circular, o lixo é considerado um erro. “Se algo não pode ser reaproveitado, nem deveria ser criado”, afirma Guilherme Brammer, engenheiro de materiais e fundador da Boomera. Brammer tem como meta aproveitar integralmente os recursos disponíveis, até mesmo o lixo. Foi o que a Boomera fez, por exemplo, com resíduos retirados dos mares do Rio de Janeiro.

Coletados por cooperativas de catadores, esses resíduos foram transformados em cones para a Adidas. Outro case bacana da Boomera é o projeto Oceano Limpo, que coletou plástico nas areias do litoral paulista e o transformou em embalagens novas para a marca Positiva (na foto acima), de produtos de limpeza sustentáveis. Além da matéria-prima desses frascos ser 100% pós-consumo, a ação evita que esse lixo espalhado nas praias vá parar no oceano.

Para saber dos locais para descarte acesse greenk.com.br/pontos-coleta-saopaulo.

28
VISUALIZAÇÕES