Greenpeople vem conquistando o Brasil com seus sucos prensados a frio

A empresária carioca Bianca Laufer

Adolescente, Bianca Laufer viveu o drama da anorexia. Para desespero da família, só queria comer cenoura. Com muita força de vontade, conseguiu se curar. “Mergulhei em cursos de nutrição, que me mostraram a importância da alimentação saudável. Isso me ajudou muito”, ela relembra. Nesse delicado processo de autoconhecimento, a semente da saúde e do equilíbrio foi definitivamente germinada na jovem carioca.

Anos depois, já formada em Economia pela PUC-RJ e executiva do J.P. Morgan, em Nova York, ela renovou seu interesse pela nutrição. Em uma viagem pelo Havaí, conheceu os sucos prensados a frio, que preservam as propriedades nutricionais durante a extração do sumo de frutas, verduras e legumes frescos. “Eu me apaixonei por esses sucos naturais e sem conservantes, e decidi produzi-los no Brasil”.

Em 2014, começou a criá-los na cozinha de sua casa. Nascia então a Greenpeople, que produz hoje mais de trinta mil garrafinhas de sucos por dia, além de leites vegetais, chás, granola e snacks.

A sustentabilidade faz parte da missão da empresa em todos os processos. Um exemplo é a linha de snacks, feitos com os bagaços de frutas e hortaliças. “Nada é desperdiçado, reaproveitamos tudo”, diz Bianca, que também prioriza a agricultura familiar e local.

O upgrade da marca se deu mais recentemente, com a entrada de alguns empreendedores de sucesso, entre eles o apresentador Luciano Huck.

O grupo investiu na tecnologia de Processamento de Alta Pressão (HPP, na sigla em inglês), processo que elimina microrganismos e aumenta a validade dos produtos, sem perder os nutrientes. São duzentos funcionários e uma superfábrica em Três Rios, a 120 km do Rio de Janeiro. Sete quiosques próprios espalhados pelas regiões Sudeste e Centro-Oeste do país e dois juice bars no eixo Rio-São Paulo, além de 2,5 mil pontos de venda em todo o Brasil.

52
VISUALIZAÇÕES