Horas de voo: Tudo azul na ponte

Azul começa a operar na ponte aérea CGH-SDU

Aeronaves Embraer E-195, da Azul

Reviravolta na ponte aérea! A Azul, que há anos tenta operar a rota mais cobiçada do país, a ligação entre Congonhas e Santos Dumont, herdou da falida Avianca no final de julho dezenas de slots (autorizações de pouso e decolagem) e rapidinho se estruturou para oferecer a seus passageiros a conexão entre esses dois aeroportos centrais de São Paulo e do Rio de Janeiro. A estreia aconteceu no dia 29 de agosto, com 16 voos em cada sentido, operados por confortáveis aeronaves Embraer E-195, o maior modelo autorizado a pousar na diminuta pista auxiliar de Santos Dumont.

E é justamente por causa das reformas nesse aeroporto que a novela da entrada da Azul deu uma grande reviravolta: se há um mês a empresa reclamava que não podia atuar na ponte aérea, agora ela será a única! Até o dia 21 de setembro, quando espera-se que as obras na pista principal de SDU estejam completas, a Azul estará servindo sozinha essa rota. Os Boeing 737-800 da Gol e os Airbus A320 da Latam estarão voando de Congonhas para o distante Galeão.

E o efeito mais impressionante da chegada de um novo player à ponte já se fez notado: segundo o buscador Kayak, foi só a Azul fazer o anúncio de sua entrada na ponte que os preços caíram 42%. Levantamento feito no dia 12 de agosto, antes da Azul confirmar sua estreia, mostrava preços médios de R$ 610 só na perna CGH-SDU. No dia seguinte, após a Azul divulgar a novidade, o preço médio despencou para R$ 354. É assim que funcionam as coisas: concorrência maior, preços menores!

Radar

Beleza no ar

A revista britânica de lifestyle “Monocle” acaba de divulgar a sua lista 2019 de premiados no segmento de viagem e turismo, dividida em cinquenta inusitadas categorias. A companhia aérea finlandesa Finnair, por exemplo, ganhou o prêmio de “Excelência Até Na Classe Econômica”. Já a portuguesa TAP levou para casa o troféu de “Equipe de Bordo Mais Bonita”.

Passageiros nas alturas

O tráfego aéreo no mundo está em alta. Segundo dados da IATA, entidade que congrega todas as melhores companhias aéreas do planeta, foram transportados 4,4 bilhões de pessoas no ano de 2018, uma alta de 6,9% em relação a 2017. A Star Alliance é a maior aliança aérea, com 21,9% do total de voos, seguida pela Sky Team (com 18,8%) e a OneWorld (15,4%).

Au revoir, Aigle Azur!

A companhia aérea francesa Aigle Azur, que durante anos operou quatro voos ligando os aeroportos de Viracopos e Orly com modernos Airbus A330-200, vai suspender essa ligação entre Brasil e França. Com dificuldades financeiras, ela programou sua última saída VCP-ORY para o dia 27 de setembro. Quem tiver passagem para Paris agendada para depois dessa data deve ser transferido para voos da TAP.

419
VISUALIZAÇÕES