Koolulam, grupo de Israel, vem ao Brasil pela primeira vez para se apresentar em São Paulo

Esse é um grupo que não é um grupo e que fará um show que não é um show… Trata-se do Koolulam, “grupo” israelense que desembarca pela primeira vez na América do Sul, para se “apresentar” em São Paulo. As aspas, quando se fala em apresentação, ficam por conta da dinâmica do evento: um grande ensaio de uma única música, cujo principal artista é o próprio público. O show, na verdade, se torna uma grande catarse, reunindo estranhos sem experiência em cantar para interagirem de forma harmônica.

Nos show do Koolulam quem canta é o próprio público. Foto: Divulgação

Nos show do Koolulam quem canta é o próprio público. Foto: Divulgação

A ideia do Koolulam surgiu em 2017 quando o multicultural Or Taicher viu pelo YouTube cerca de 1.000 pessoas rezando juntas em voz alta no Muro das Lamentações, em Jerusalém. Ele, que nada tem de religioso, viu na cena uma inspiração para transmitir uma mensagem de união, que lembrasse as pessoas sobre o que as unem ao invés do que as dividem e separam.

Pouco depois, a especialista digital e empreendedora Michal Shahaf, hoje gerente geral do Koolulam, uniu-se a Or Taicher para fornecer sua experiência na construção de um projeto. O maestro Ben Yaffet, que atua como diretor musical, é o terceiro fundador. Foi o 12º. maestro procurado por Taicher. O primeiro que aceitou o desafio. Hoje, quem o vê no palco e nos vídeos não imagina o projeto sem ele.

Os fundadores acreditam que reunir diversos membros da sociedade através desses eventos pode superar suas diferenças e ajudar a criar uma experiência mais unificada. E essa convicção tem se convertido em realidade. Em menos de três anos de existência, o Koolulam já recebeu três prêmios internacionais: o Asia Game Changer Award, o Jerusalem Unity Prize e o WhatsNext Musical Innovation Award, todos em 2018.

O nome Koolulam vem de uma combinação das palavras hebraicas kulam (todos), kol (voz) e kululu (grito, uivo ou som de alegria emitido em momentos de alegria por pessoas das comunidades judaicas do Norte da África e Oriente Médio).

 

Koolulam em São Paulo

Em São Paulo, o evento acontece no dia 1º. de dezembro, das 16h30 às 18h30, no auditório Espaço de Eventos Parque Estaiada, à av. Ulysses Reis de Mattos, 230, com capacidade para três mil pessoas. O preço do ingresso é de R$ 186,00. Pode ser adquirido através do site ou pelos telefones 11-3042-4673 e 3042-0240.

Os portões abrem mais cedo. A partir das 14h30 o público tem opções de Food Truck, inclusive com comida Kasher (feita de acordo com os preceitos da religião judaica). Depois, a partir das 15h30, ao ingressarem no espaço do evento, as pessoas são classificadas em três “grupos vocais”: barítono, alto e soprano. Após essa classificação, todos ensaiam a música escolhida (ainda indefinida), que será brasileira, com arranjo instrumental e vocal inovadores. Os ensaios duram em média 60 minutos, sob a regência do maestro Ben Yaffet, acompanhado pela arranjadora vocal e maestrina Lilach Krakauer. O auge é quando toda a plateia canta junto. No show do Koolulam em São Paulo serão 3.000 vozes.

Evento inter-religioso na Torre de David, em Jerusalém. Foto: Divulgação

Evento inter-religioso na Torre de David, em Jerusalém. Foto: Divulgação

Serviço 

Dia 1º. de dezembro, das 16h30 às 18h30

Avenida Ulysses Reis de Mattos, 230, tel. 3042-4673.

364
VISUALIZAÇÕES