Empreendedora social, Monique Evelle agora comanda a agência Responsa, com foco em profissionais da periferia

Criada no Nordeste de Amaralina, periferia de Salvador, Monique Evelle sentiu na pele, desde menina, como o preconceito limita os direitos das pessoas negras. Em 2010, aos 16 anos, lançou a rede Desabafo Social, que oferecia atividades educacionais pautadas por direitos humanos e comunicação para jovens de comunidades, especialmente negros. Neste ano, fundou a agência Responsa, formada exclusivamente por profissionais de periferias, em parceria a empresa Bullet, com o objetivo de colocar marcas na conversa com mais da metade da população brasileira – negros e negras –, que ainda hoje se vê sub representada na comunicação.

Monique Evelle é uma das principais ativistas na internet

Após lançar a rede Desabafo Social, Monique cria agora a agência Responsa. Foto: Mari Cobra

Monique Evelle está entre as 25 mulheres negras mais influentes da internet no Brasil, pelo site Blogueiras Negras, e apresenta palestras nas plataformas Ted Talks e VTex Day sobre os desafios dos negócios da atualidade, que tem a diversidade como um de seus pilares. É especialista em Gestão Estratégica da Inovação Tecnológica e, hoje, trabalha para democratizar o empreendedorismo e a geração de conteúdo no país. “Brasileiros e brasileiras sabem fazer, realizar e executar. O problema está quando colocamos termos que não são comuns a todos”, afirma.

Para ela, as pessoas são capazes de se adaptar às transformações no Brasil e o meio digital seria apenas um dos caminhos possíveis para empreender. “Se queremos falar com os novos centros urbanos, mais conhecidos como periferias, precisamos de profissionais desses lugares, para que haja propriedade na criação de novos negócios”. Monique enfatiza que pessoas diversas geram mais insumos, percepções e soluções, acelerando todo processo de inovação.

Hoje, um de seus principais desafios é continuar criando produtos e serviços com demanda de mercado e modelo sustentável. Para superá-los, busca sempre mulheres que são referências nos negócios, como a empresária da música e CEO da produtora Boogie Naipe, Eliane Dias. “Ela foi a primeira pessoa a me apresentar em público como empresária, isso inspirou e continua me fortalecendo”.

1458
VISUALIZAÇÕES