Oscar 2020: saiba onde assistir aos principais filmes indicados

O Oscar 2020 está chegando. Dia 9 de fevereiro, no Teatro Dolby, em Los Angeles, as principais estrelas de Hollywood se reunirão para celebrar os grandes destaques desta temporada no cinema. A grande novidade nesta edição é a quantidade de filmes produzidos por plataformas de streaming, como “O Irlandês” e “Dois Papas”, da Netflix, por exemplo.

No entanto, ainda assim, o número de longas indicados é grande e acompanhar os lançamentos e assistir a todos não é para qualquer um. Por conta disso, fizemos uma pequena lista com os destaques do Oscar 2020, mostrando a você onde assistir os filmes disponíveis no cinema ou streaming, lhe deixando mais preparado(a) para o grande evento.

O Irlandês

Oscar 2020

Robert de Niro e Al Pacino estrelam o novo filme de Martin Scorsese. Foto: Divulgação

Dirigido por Martin Scorsese, “O Irlandês” é uma produção da Netflix, portanto, disponível na plataforma. O longa totaliza incríveis 3h30 de duração e conta a história de Frank Sheeran (Robert de Niro), um veterano de guerra cheio de condecorações que concilia a vida de caminhoneiro com a de assassino de aluguel número um da máfia. Promovido a líder sindical, ele torna-se o principal suspeito quando o mais famoso ex-presidente da associação desaparece misteriosamente.

  • Indicações ao Oscar: 10
  • Melhor Filme
  • Melhor Diretor
  • Melhor Roteiro Adaptado
  • Melhor Ator Coadjuvante (Al Pacino e Joe Pesci)
  • Melhores Efeitos Visuais
  • Melhor Design de Produção
  • Melhor Montagem e Melhor Figurino

1917

Oscar 2020

George Mackay, em cena do filme. Foto: Divulgação

O longa vem chamando a atenção de todos por conta de sua filmagem “em uma sequência só”. Situado na Primeira Guerra Mundial, ele conta a história de dois soldados (Charkes Mackay e Dean-Charles Chapman), que têm a difícil missão de rapidamente cruzar o território inimigo para evitar que tropas britânicas caiam em uma armadilha do exército alemão, e salvar a vida de 1.600 homens. Dirigido por Sam Mendes, o filme estreou semana passada nos cinemas, então você pode vê-lo à vontade nas telonas.

  • Indicações ao Oscar: 10
  • Melhor Filme
  • Melhor Diretor
  • Melhor Fotografia
  • Melhor Cabelo e Maquiagem
  • Melhor Trilha Sonora Original
  • Melhor Design de Produção
  • Melhor Edição de Som
  • Melhor Mixagem de Som
  • Melhores Efeitos Visuais
  • Melhor Roteiro Original

Parasita

A família Ki-taek quer subir na vida social, no filme de Joon-ho Bong. Foto: Divulgação

Uma das grandes surpresas dessa temporada de premiações, “Parasita” ainda está em cartaz nos cinemas, mesmo que em um número reduzido de sessões. Por conta disso, é melhor correr se quiser assistir antes do Oscar 2020. Dirigido por Joon-ho Bong, o longa sul-coreano acompanha a família de Ki-taek, que está toda desempregada e vivendo num porão sujo e apertado. Uma obra do acaso faz com que o filho adolescente da família comece a dar aulas de inglês à garota de uma família rica. Fascinados com a vida luxuosa destas pessoas, pai, mãe, filho e filha bolam um plano para se infiltrarem também na família burguesa, um a um. No entanto, os segredos e mentiras necessários à ascensão social custarão caro a todos.

  • Indicações ao Oscar: 6
  • Melhor Filme
  • Melhor Diretor
  • Melhor Roteiro Original
  • Melhor Design de Produção
  • Melhor Filme em Língua Estrangeira
  • Melhor Montagem

Adoráveis Mulheres

Quatro irmãs são o tema de “Adoráveis Mulheres”. Foto: Divulgação

A adaptação de Greta Gerwig ficou sob os holofotes da mídia recentemente, em especial, pelo fato de que a diretora não foi indicada pela Academia na categoria que, aliás, conta apenas com representantes masculinos disputando a estatueta. Em “Adoráveis Mulheres“, as irmãs Jo (Saoirse Ronan), Beth (Eliza Scanlen), Meg (Emma Watson) e Amy (Florence Pugh) amadurecem na virada da adolescência para a vida adulta enquanto os Estados Unidos atravessam a Guerra Civil. Com personalidades completamente diferentes, elas enfrentam os desafios de crescer unidas pelo amor que nutrem umas pelas outras. O longa está em cartaz nos cinemas, pronto para ser assistido.

  • Indicações ao Oscar: 6
  • Melhor Filme
  • Melhor Atriz (Saoirse Ronan)
  • Melhor Atriz Coadjuvante (Florence Pugh)
  • Melhor Figurino
  • Melhor Roteiro Adaptado
  • Melhor Trilha Sonora Original

Histórias de um Casamento

Adam Driver e Scarlett Johansson receberam indicações pelo filme. Foto: Divulgação

Outra produção da Netflix, “História de um Casamento” está disponível também na plataforma. O filme de Noah Baumbach mostra Nicole (Scarlett Johansson) e seu marido Charlie (Adam Driver), passando por muitos problemas e decidindo se divorciar. Os dois concordam em não contratar advogados para tratar do divórcio, mas Nicole muda de ideia após receber a indicação de Nora Fanshaw (Laura Dern), especialista no assunto. Surpreso com a decisão da agora ex-esposa, Charlie precisa encontrar um advogado para tratar da custódia do filho deles, o pequeno Henry (Azhy Robertson).

  • Indicações ao Oscar: 6
  • Melhor Filme
  • Melhor Ator (Adam Driver)
  • Melhor Atriz (Scarlet Johansson)
  • Melhor Atriz Coadjuvante (Laura Dern)
  • Melhor Roteiro Original
  • Melhor Trilha Sonora Original

Jojo Rabbit

Oscar 2020

Jojo tem como seu amigo imaginário, Adolf Hitler, em “Jojo Rabbit”. Foto: Divulgação

Dirigido por Taika Waititi, o longa chega nos cinemas apenas no dia 6 de fevereiro, ou seja, se quiser assistir antes do Oscar, terá de correr. A história é focada em Jojo (Roman Griffin Davis), um jovem nazista de 10 anos na Alemanha, durante a Segunda Guerra Mundial, que tem como seu amigo imaginário, Adolf Hitler (Taika Waititi). Seu maior sonho é participar da Juventude Hitlerista, um grupo pró-nazista composto por outras pessoas que concordam com os seus ideais. Um dia, Jojo descobre que sua mãe (Scarlett Johansson) está escondendo uma judia (Thomasin McKenzie) no sótão de casa. Depois de várias tentativas frustradas para expulsá-la, o jovem rebelde começa a desenvolver empatia pela nova hóspede.

  • Indicações ao Oscar: 6
  • Melhor Filme
  • Melhor Atriz Coadjuvante (Scarlett Johansson)
  • Melhor Roteiro Adaptado
  • Melhor Montagem
  • Melhor Design de Produção
  • Melhor Figurino

Dois Papas

Anthony Hopkins e Jonathan Pryce, em cena. Foto: Divulgação

Dirigido pelo brasileiro Fernando Meirelles, o filme também está disponível na Netflix. Na história real, o cardeal argentino Jorge Bergoglio (Jonathan Pryce) está decidido a pedir sua aposentadoria, devido a divergências sobre a forma como o papa Bento XVI (Anthony Hopkins) tem conduzido a Igreja. Com a passagem já comprada para Roma, ele é surpreendido com o convite do próprio Papa para visitá-lo. Ao chegar, eles iniciam uma longa conversa onde debatem não só os rumos do catolicismo, mas também afeições e peculiaridades da personalidade de cada um.

  • Indicações ao Oscar: 3
  •  Melhor Ator (Jonathan Pryce)
  • Melhor Ator Coadjuvante (Anthony Hopkins)
  • Melhor Roteiro Adaptado

O Escândalo

Oscar 2020

A personagem de Margot Robbie é a única fictícia no filme. Foto: Divulgação

A história real do escândalo de assédio na Fox News é retratada no longa de Jay Roach. O filme mostra o gigante do telejornalismo e antigo CEO da Fox News, Roger Ailes (John Lithgow) com seu poder questionado e sua carreira derrubada quando um grupo de mulheres o acusam de assédio sexual no ambiente de trabalho. O filme ainda está em cartaz nos cinemas, então é só garantir seu ingresso e aproveitar.

  • Indicações ao Oscar: 3
  • Melhor Atriz (Charlize Theron)
  • Melhor Atriz Coadjuvante (Margot Robbie)
  • Melhor Cabelo e Maquiagem

Judy – Muito Além do Arco-Íris

Renée Zellweger é a estrela de “Judy”. Foto: Divulgação

A carreira da estrela de cinema Judy Garland é o tema do filme que disputa duas categorias na premiação. No inverno de 1968, sua carreira está em baixa e Judy (Renée Zellweger) aceita estrelar uma turnê em Londres, por mais que tal trabalho a mantenha afastada dos filhos menores. Ao chegar ela enfrenta a solidão e os conhecidos problemas com álcool e remédios, compensando o que deu errado em sua vida pessoal com a dedicação no palco. O longa de Rupert Goold estreia nos cinemas no dia 30 de janeiro, então já vai preparando seu programa para o final de semana.

  • Indicações ao Oscar: 2
  • Melhor Atriz (Renée Zellweger)
  • Melhor Cabelo e Maquiagem

Um Lindo Dia na Vizinhança

Tom Hanks foi indicado novamente após 18 anos. Foto: Divulgação

Recém-estreado nos cinemas, o filme de Marielle Heller é outro que aborda uma história real. Fred Rogers (Tom Hanks) foi o criador do Mister Rogers’ Neighborhood, um programa infantil de TV muito popular na década de 1960, nos Estados Unidos. Em 1998, Tom Junod (Matthew Rhys), até então um cínico jornalista investigativo, aceitou escrever o perfil de Rogers para a revista Esquire. Durante as entrevistas para a materia, Junod mudou não só sua visão em relação ao seu entrevistado como também sua visão de mundo, iniciando uma inspiradora amizade com o apresentador.

  • Indicações ao Oscar: 1
  • Melhor Ator (Tom Hanks)

Democracia em Vertigem

Cena do documentário “Democracia em Vertigem” da Netflix. Foto: Divulgação

A Vida Invisível, de Karim Aïnouz, não entrou na categoria de estrangeiros, mas o Brasil ainda tem um representante na grande premiação. Migrando para os documentários, a produção brasileira de Petra Costa, “Democracia em Vertigem“, disponível na Netflix, mostra a ascensão e queda de Lula e Dilma Rousseff, assim como a polarização dos brasileiros.

  • Indicações ao Oscar: 1
  •  Melhor Documentário

Indústria Americana

Longa é o primeiro da produtora dos Obama a receber uma indicação. Foto: Divulgação

Feito pela Higher Ground Productions, produtora de Michelle e Barack Obama, o documentário está disponível também na Netflix. Por meio da história de um milionário chinês que abriu uma fábrica de vidro em um antigo estabelecimento em Dayton, no estado de Ohio, o filme mostra os choques culturais entre os trabalhadores norte-americanos e os colegas chineses, os abusos dos gerentes e como a automação pode mudar e roubar os empregados de sua ocupação.

  • Indicações ao Oscar: 1
  • Melhor Documentário

Perdi Meu Corpo

A animação “Perdi Meu Corpo” tenta destronar a Disney. Imagem: Divulgação

Hora das animações e um dos indicados é “Perdi Meu Corpo“, de Jérémy Clapin. Na história, uma mão decepada escapa do laboratório de dissecação no qual estava presa durante os últimos meses. Com a fuga ela possui um só objetivo: retornar para o restante de seu corpo e voltar a fazer parte de um organismo completo. Enquanto ela vaga pelos arredores de Paris, se lembra dos tempos de quando era apenas uma jovem mão no corpo de um apaixonado rapaz. O filme está disponível na Neftlix.

  • Indicações ao Oscar: 1
  •  Melhor Animação

Klaus

Oscar 2020

“Klaus” traz uma história diferente de Natal. Imagem: Divulgação

Chegamos ao final da lista com “Klaus“, mais uma produção da Netflix. Dirigido por Sergio Pablos, a animação narra a história de Jesper (Jason Schwartzman), um estudante da Academia Postal em Smeerensburg, remota ilha localizada acima do Círculo Ártico. O jovem enfrenta um sério problema: os habitantes da cidade brigam o tempo todo, sem demonstrar o menor interesse por cartas. Prestes a desistir da profissão, ele encontra apoio na professora Alva (Rashida Jones) e no misterioso lenhador Klaus (J.K. Simmons), que vive sozinho em sua casa repleta de brinquedos feitos a mão.

  • Indicações ao Oscar: 1
  •  Melhor Animação
678
VISUALIZAÇÕES