Região dos Lagos oferece descanso, boa gastronomia e arte para quem segue viagem além do Rio de Janeiro

O Brasil vale cada investimento e quilômetro rodado. Paisagens de tirar o fôlego (e que precisam ser preservadas!) podem estar perto. Não é necessário atravessar continentes para conhecer praias paradisíacas e nem é preciso gastar muito dinheiro para caminhar em uma cidade charmosa. A Região dos Lagos, no Rio de Janeiro, traduz essa possibilidade. Mais especial e especificamente os municípios de São Pedro da Aldeia, Cabo Frio e Búzios.

Do aeroporto Santos Dumont siga viagem pela Ponte Rio-Niterói e, em duas horas, você encontra São Pedro. Ruas de terra, casas de veraneio e o ar rústico dão o tom de refúgio em meio à natureza.

Jantar romântico da Pousada Enseada das Garças, em São Pedro da Aldeia. Fotos: Divulgação

O ambiente perfeito para casais que pretendem passar uns dias longe da rotina frenética é a Pousada Enseada das Garças, que está rodeada de árvores e tem a praia a seus pés, além de uma piscina infinita com vista contínua para o mar de Arraial do Cabo. Os destaques são o café da manhã, com boas opções de bolos, frutas e espumante para começar o dia, e o quarto do pescador, com varanda de frente para o mar. A viagem já seria perfeita se ficasse apenas por ali.

Já quem busca agito o encontra a 16 km, em Cabo Frio. O restaurante Arcos do Canal faz sucesso e está sempre cheio durante o verão. Para a entrada, o camarão ao molho citron é uma boa pedida, e o filé de namorado com risoto de pera e, de sobremesa, o sorvete de flocos com leque de mangas caramelizadas são opções equilibradas para o calor e que combinam com o lugar – um casarão antigo com janelas amplas em frente ao canal principal da cidade.

Espaço Tânger, do Pedra da Laguna

Uma artista está nas paredes de restaurantes e pousadas de São Pedro da Aldeia e Cabo Frio – trata-se de Milu Petersen. Moçambicana, ela estudou em Portugal e na Dinamarca e já participou de várias exposições na Europa. Seu impressionismo colorido tem a cara da Região dos Lagos, com as boas sensações provocadas pelas cores vibrantes. Vale a pena conhecer seu ateliê em Cabo Frio e, de quebra, trocar ideias sobre seus movimentos artísticos e suas belas viagens.

Quandro de Milu Petersen

Queridinha dos Famosos

Em busca de uma noite charmosa, a vencedora da região ainda é Búzios. As passagens do ex-presidente Juscelino Kubitschek, na década de 1950, e da atriz francesa Brigitte Bardot, nos anos 1960, deixaram marcas na antiga vila de pescadores. Uma parte da orla foi batizada como “Orla Bardot”, em homenagem à atriz, apaixonada pela região. Tanto ela quanto Juscelino ganharam estátuas, que viraram pontos turísticos e paradas para selfies.

Vista aérea da Ponta da Lagoinha

A foto obrigatória, porém, é na Ponta da Lagoinha. Durante a lua cheia, a vista do nascer do nosso satélite natural entre as rochas e o mar é de tirar o fôlego. Localizado entre as praias da Ferradura e da Foca, o lugar também é conhecido como um portal energético. Vá de tênis, além de, claro, respeitar as indicações de segurança.

A poucos metros dali, o Pedra da Laguna Boutique Hotel & Spa resume o charme de Búzios. Cortinas brancas harmonizam o visual das piscinas com as espreguiçadeiras, e a sensação de relaxamento é inevitável. O destaque é o Espaço Tânger, que recebe casamentos e confraternizações com uma arquitetura que lembra arcos marroquinos. Apesar da grande diversidade de restaurantes em Búzios, o Orange Bistrot do hotel é uma boa escolha e oferece um cardápio enxuto, mas com ingredientes frescos. Para a sobremesa, o pudim de leite tem a textura ideal, delícia supervisionada no cardápio por um dos donos do hotel, o mineiro Márcio Pífano.

Crocante de arroz, legumes e homus do Rocka Beach Lounge. Foto: Lívia Tardelli / Divulgação

Sair pela cidade, mesmo assim, é um passeio imperdível. Ver o pôr do sol do Porto da Barra, na praia de Manguinhos, já possibilita emendar um jantar entre as várias opções de restaurantes do espaço, que se tornou um recente polo gastronômico da cidade. O pastel de cebola com queijo do Bar do Gordo, em frente ao píer, não tem erro. A orla Bardot também é perfeita para caminhadas à noite. Ali, não deixe de conhecer o Bar do Zé, um dos mais antigos restaurantes de Búzios. Entre as belíssimas praias, vale visitar a tranquila Praia do Forno, com areia avermelhada por causa do minério de ferro presente nas pedras, assim como a Praia da Foca, menor e um pouco mais pacata.

Bateu a fome? O restaurante Rocka Beach Lounge tem uma linda vista para a praia Brava e é uma ótima parada para o almoço, reunindo natureza e alta gastronomia. Comandado pelo chef argentino Gustavo Rinkevich, suas criações incluem diversos frutos do mar. Há também ótimas saladas, como a de queijo de cabra e manga, além de entradas leves, como o tartar de pesca do dia com alga e vieira. Para acompanhar,drinques de frutas e boas cervejas.

Depois dessa experiência gastronômica e dos banhos de mar em águas límpidas, voltar para casa pode ser triste, mas o importante é respirar fundo, agradecer e pensar na próxima viagem. No retorno, é importante programar bem o horário, já que a estrada de Búzios para o Rio de Janeiro é única. Sem trânsito, em duas horas e meia já se está no aeroporto Santos Dumont novamente. Volte logo, a Região dos Lagos tem muito a oferecer…

295
VISUALIZAÇÕES