“Tarsila Popular” traz para o MASP obras do mundo inteiro

 

“Sou profundamente brasileira e vou estudar o gosto e a arte dos nossos caipiras. Espero, no interior, aprender com os que ainda não foram corrompidos pelas academias”. Foi o que Tarsila do Amaral falou quando retornou ao Brasil.

A exposição “Tarsila Popular” foca justamente na busca da artista por exibir o “popular” em suas obras. Com 92 obras de uma das maiores artistas brasileiras, a exposição mostra uma parte importante de nossa cultura.

Autorretratos, belas paisagens, o povo caipira/brasileiro, isso tudo você verá na exposição. Só que mais importante do que isso é ver o propósito de Tarsila com esses quadros. Debates sobre uma identidade nacional, sobre o que é de fato a brasilidade são expostos em suas obras. A exibição dessas manifestações da artista é justamente o que buscam Fernando Oliva e Adriano Pedrosa na curadoria da exposição.

Por meio de um recorte temporal – 1921 até 1969 – exibem os diferentes momentos de Tarsila, passando por suas telas iniciais focadas na observação de corpos nus, o interesse por retratar o país por meio de suas paisagens, a busca por retratar o povo caipira e, por fim, o deslocamento para uma visão mais realista e social do Brasil.

A exposição ainda traz uma oportunidade única. Pela primeira vez em um mesmo local, é possível ver quadros importantes como A Negra (1923), que hoje pertence ao Malba (Museu de Arte Latino-Americana de Buenos Aires) e O Pescador (1925), vendido por Tarsila para o museu Hermitage, em São Petersburgo, na Rússia – que até então nunca havia sido exposto no Brasil.

Para os interessados, a mostra fica em exibição até o dia 28 de julho, então não precisa ter pressa.

SERVIÇO

Adulto: R$ 40
Estudantes e professores: R$ 20
Maiores de 60 anos: R$ 20
Entrada gratuita: Menores de 11 anos e Amigo MASP
Entrada gratuita às terças-feiras

Terça-feira: 10h-20h (bilheteria aberta até 19:30)
Quarta a domingo10h às 18h (bilheteria aberta até 17:30)
Segunda-feira: fechado

Com exceção das segundas-feiras, o MASP abre normalmente em dias de feriado, exceto nos dias 24 e 25.12 (feriado de Natal) e nos dias 31.12 e 1.1 (feriado do ano novo), dias em que permanece fechado. Qualquer alteração de horário é normalmente comunicada nas mídias sociais do Museu.

 

248
VISUALIZAÇÕES