VIP do VIP: O sofisticado mercado de turismo

O leque aparentemente infindável de serviços, produtos e experiências “exclusivas”, nas quais o usuário se sente alguns patamares acima da reles humanidade, é uma marca dos tempos atuais, não só no Brasil. O fenômeno da chamada “camarotização” sugere outras (e mais complexas) vias de reflexão, mas nesse contexto vamos nos ater ao mercado de turismo, que se reinventa para conquistar o viajante sedento por momentos de diferenciação, prazer e tranquilidade.

Um exemplo pode ser visto no espaço The Haven, que fica no topo dos chamados Big Ships da Norwegian: Escape, Getaway Breakaway, Epic, Jade, Jewel, Pearl e Gem. São apenas 64 cabines com design, serviços e mimos únicos, como mordomo particular e uma piscina própria, longe das filas e dos espaços de lazer onde circulam os outros quatro mil passageiros.

Esse “pequeno e requintado navio dentro do navio”, onde até a entrada é privativa, inclui restaurante e bar exclusivos, frequência gratuita no spa do navio e outros pequenos luxos.

Já o novo transatlântico Seven Seas Explorer, que faz parte da frota da Regent Seven Seas Cruises, foi eleito pelo site Cruise Critic o navio mais luxuoso do mundo. Entre as razões para esse título, constam a cabine de 360m², com spa interno e vista de 270 graus sobre a proa do navio; os 543 tripulantes, que levam a cerca de 1.3 passageiros por tripulante; e o centro de culinária a bordo, que não deixa a dever
para as mais prestigiadas escolas de culinária na França. Mas claro que a exclusividade tem seu preço. Sete dias de Roma a Lisboa, por exemplo, custam R$ 179 mil por pessoa.

No ramo da hotelaria, uma novidade é o La Réserve, espaço de luxo dentro do resort all-inclusive Club Med Rio das Pedras, no coração da Costa Verde do Rio de Janeiro. Destinado apenas para adultos, com estrutura exclusiva e equipe dedicada, o recém-inaugurado La Réserve teve investimento de R$ 30 milhões para as suas 27 suítes (de 80m²) e seis coberturas (de 100m²).

Com acesso independente, privilégios nos restaurantes, reserva prioritária e uma piscina especial para o espaço, o hóspede conta com o serviço de SPA “in room” e o champanhe ilimitado, entre outros mimos. “Além da singularidade e dos benefícios que o espaço traz para os nossos hóspedes, o espaço é o único do mundo a contar com as coberturas, que chamamos de penthouses”, diz Carolina Correia, diretora de marketing do Club Med para a América Latina.

450
VISUALIZAÇÕES